Polícia Violência

Homem que agrediu mulher com socos em Ilhéus se apresenta à polícia e é liberado

Agressor, que prestou depoimento, divulgou carta dizendo ser 'jovem trabalhador'

15/10/2020 21h26
383
Por: Redação Enews Fonte: Correio24horas
IMAGEM: REPRODUÇÃO
IMAGEM: REPRODUÇÃO

O homem filmado agredindo uma mulher com vários socos no rosto, em Ilhéus, se apresentou na tarde desta quinta-feira (15) à Delegacia Especial de Atendimento à Mulher (Deam) do município no Sul da Bahia. Junto com um advogado, o acusado Carlos Samuel Freitas Costa Filho compareceu à unidade depois de saber que estava sendo procurado e começou a ser ouvido por volta das 15h. A vítima também já foi ouvida.

Após prestar depoimento, ele foi liberado por não ter havido flagrante. Ainda nesta quinta, o Ministério Público Estadual (MP-BA) pediu a prisão do agressor, e agora depende da justiça baiana aceitar ou não a denúncia.

A notícia do fato foi encaminhada ao MP-BA na manhã desta quinta e, de imediato, segundo a promotoria, foi solicitada à polícia a documentação para adoção das medidas cabíveis.

O pedido de prisão foi fundamentado "na necessidade de resguardar a ordem pública, considerando-se a gravidade da conduta concreta (exacerbada violência empregada) e a condição reincidente do autor do fato".

Mais cedo, Carlos Samuel divulgou uma nota dizendo que o vídeo em que ele aparece dando ao menos nove socos no rosto de uma mulher foi gravado há quatro meses. O agressor já responde por violência doméstica contra a própria mãe e outras companheiras.

 

No comunicado, o homem diz que é "um jovem trabalhador" e que não tem "envolvimento com algum tipo de prática criminosa. Carlos Samuel escreveu ainda que está arrependido do que fez, e que vai "sofrer as reprimendas judiciais conforme se prevê a lei". A vítima ainda não foi à delegacia para registrar ocorrência contra o agressor. No entanto, a polícia abriu registro para investigar o caso.

 

O suspeito disse que ele e a vítima mantinham uma "relação muito conturbada, eivada de inúmeros casos de ciúme doentio, diversas agressões físicas e morais". Ele escreveu ainda que, no dia em que deu nove socos no rosto da vítima, estava bêbado, voltando de uma festa, e que as agressões aconteceram porque ele "perdeu a cabeça".

Dez passagens pela polícia

Ainda segundo informações da Polícia Civil, o investigado já foi alvo de outros três inquéritos por violência doméstica, procedimentos já finalizados e remetidos à Justiça, em 2015 e 2016. Outros sete boletins foram registrados na Deam de Ilhéus, porém as investigações não puderam avançar porque as vítimas não quiseram ir adiante e se recusavam a comparecer para dar informações sobre os episódios de violência.

Titular da Deam, a delegada Márcia Rezende esclareceu que, numa das ocasiões, o homem chegou a ser preso em flagrante por agredir a mãe, tendo sido liberado em seguida pela justiça. Após ser ouvido na tarde desta quinta, pelo delegado Evy Paternostro, coordenador da 7ª Coordenadoria de Polícia do Interior (Ilhéus), o agressor foi liberado por não ter havido flagrante, mas teve sua prisão solicitada à justiça.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.