19:23
Bahia Polícia

Polícia confirma que corpo de homem torturado em Pernambués é do suspeito de matar menino de 11 anos

Adriano foi torturado e morto no bairro de Pernambués, local onde o único acusado do crime fugiu após ser apontado como autor do roubo

23/10/2020 21h38 Atualizada há 1 mês
962
Por: Redação Enews Fonte: Bocão News
IMAGEM: REPRODUÇÃO
IMAGEM: REPRODUÇÃO

A Polícia Civil confirmou que o corpo encontrado no bairro de Pernambués, em Salvador, na tarde de quinta-feira (22), era do acusado de assassinar uma criança de 11 anos com golpes de foice durante um assalto em Feira de Santana. O homem foi identificado pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT) nesta sexta-feira (23).

De acordo com o DPT, o suspeito da morte da criança foi identificado como Adriano Sales da Silva, 20 anos. O cadáver de Adriano está Instituto Médico Legal, em Salvador, aguardando algum familiar retirá-lo para sepultamento.

Adriano foi torturado e morto no bairro de Pernambués, local onde o único acusado do crime fugiu após ser apontado como autor do roubo seguido de morte em Feira de Santana, a 116km de Salvador. As imagens do cadáver do acusado amarrado foram divulgadas em aplicativos de conversa na quinta-feira (22).

O títular da delegacia de Feira de Santana que investiga o homicídio da criança em Feira de Santana, delegado Felipe Ghiraldelli começou investigar se o corpo encontrado  em Salvador era do único suspeito de roubar e matar com requintes de crueldade a criança.

Crime
O corpo da criança de 11 anos foi encontrado com ferimentos na cabeça que indicavam golpes de foice em um matagal na Fazenda Caldeirão, na localidade Água Branca, no distrito Maria Quitéria, em Feira de Santana, a 116 km de Salvador,  nesta quarta-feira (21).

O delegado Felipe Ghiraldelli informou que o garoto foi morto durante um assalto. O acusado levou um celular e uma carteira com cerca de R$ 300.

”A criança havia saído de casa cedo com o objetivo de procurar algumas cabras que seriam de alguns dos parentes dele. Ele estava no matagal com um aparelho celular e aproximadamente R$ 300 em dinheiro em uma carteira marrom, e não apareceu mais. Posteriormente, o suspeito do crime foi até a residência onde mora, com a roupa com marcas de sangue, com o celular e o dinheiro em mãos. Imediatamente foi possível inferir que ele teria envolvimento com o crime. A nossa equipe levantou as informações e identificou o suspeito. Foram realizadas várias buscas, ouvimos familiares e agora nós buscamos o autor”, informou o delegado.

O corpo da criança foi sepultado sobre forte comoção de parentes e amigo da criança, em Feira de Santana, na quinta-feira (22). Mesma data do assassinato do acusado do crime.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.