06:44
Esplanada e região Feira de Santana

Polícia estoura galpão e recupera carga avaliada em R$ 1 milhão

A carga de tecidos saiu do estado de Mato Grosso do Sul com destino à cidade de Itapicuru e Tobias Barreto em Sergipe

24/11/2020 21h57
442
Por: Redação Enews Fonte: Bocão News
IMAGEM: REPRODUÇÃO
IMAGEM: REPRODUÇÃO

Um depósito clandestino com carga de tecido roubada foi descoberto pela polícia, no bairro de Baraúna, em Feira de Santana, a 116 km de Salvador, na manhã desta terça-feira (24). O material roubado é avaliado em R$ 1 milhão, segundo a polícia.

De acordo com o delegado do Serviço de Investigação da Delegacia de Repressão a Roubo de Cargas (Decarga), Gustavo Coutinho, a quadrilha era investigada há três meses após cometerem outros roubos. “Com o trabalho de inteligência, há 90 dias detectamos suspeitos de roubos de carga e conseguimos estourar três esconderijos de carga roubada em menos de um mês. Nós chegamos ao local na noite de ontem e, após realizada campana durante toda a madrugada, efetuamos a prisão dos quatro suspeitos que chegaram ao local em um carro com placa de Feira de Santana", disse.

Dois suspeitos ainda tentaram fugir e destruíram os celulares da quadrilha, mas foram detidos e conduzidos para a delegacia onde foram autuados em flagrante, afirmou o delegado.

A carga de tecidos saiu do estado de Mato Grosso do Sul com destino à cidade de Itapicuru e Tobias Barreto em Sergipe, contudo foi roubada na terça –feira (23), às 9h, quando passava pela BR-101. A quadrilha manteve o motorista de refém, enquanto o outros levaram a carreta para o galpão.

O veículo estava com as placas trocadas e um segundo caminhão dos suspeitos era utilizado para fazer o carreto da carga.

Os materiais também foram encaminhados à delegacia. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.