23:25
Esplanada e região Vacinação

Esplanada se prepara para divulgar oficialmente o seu plano de vacinação contra a Covid-19

“Agora é hora de falarmos que teremos uma vacina, e a população deve comparecer de acordo com as etapas do plano

17/01/2021 18h31 Atualizada há 1 mês
731
Por: Redação Enews Fonte: ASCOM – Prefeitura municipal de Esplanada
Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

O Conselho de Secretários Municipais de Saúde da Bahia - SESAB (COSEMS), enviou a Proposta do Plano Municipal de Vacinação contra a COVID-19, com objetivo subsidiar os municípios na organização das estratégias necessárias para o êxito na Campanha de Imunização, contra a COVID-19, que terá início nos próximos dias.

A equipe técnica da SESAU vai promover uma reunião amanhã (18), para expor todas as adequações e alterações necessárias, condizentes com a realidade de cada município.

O objetivo da vacinação contra Covid-19 é reduzir a morbidade grave e mortalidade associada ao SARS-CoV-2, buscando proteger as populações de maiores riscos.

“Agora é hora de falarmos que teremos uma vacina, e a população deve comparecer de acordo com as etapas do plano, porque só assim vai estar protegida. E dessa forma a economia vai voltar a sua normalidade. A gente precisa passar confiança à população, de que ela vai receber uma vacina segura e eficaz”. Afirmou a secretária de saúde e de Esplanada, Fernanda Carneiro. 

Esse domingo (17), foi um dia histórico, onde a ANVISA autorizou o uso emergencial das vacinas contra a COVID-19. 

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) autorizou neste domingo (17), por unanimidade, o uso emergencial das vacinas Coronavac e da Universidade de Oxford contra a Covid-19. A reunião que discutiu o tema durou cerca de 5 horas. 

Os diretores acompanharam o voto de Meiruze Freitas, relatora dos pedidos. No caso da Coronavac, a diretora condicionou a aprovação à assinatura de termo de compromisso e publicação em "Diário Oficial".

Segundo a Anvisa, somente o termo de compromisso assinado pelo Instituto Butantan precisa ser publicado no "Diário Oficial da União", o que pode acontecer ainda neste domingo (17) em edição extra. De acordo com a agência, o termo já está pronto e será enviado ao instituto para ser assinado e publicado assim que assinado.

O termo de compromisso prevendo o envio, até o dia 28 de fevereiro, dos resultados sobre a imunogenicidade da CoronaVac foi uma das exigências da

relatora do processo para o uso emergencial. A imunogenicidade é a capacidade que uma vacina tem de estimular o sistema imunológico a produzir anticorpos.

Ao proclamar o resultado, o diretor-presidente da Anvisa, Antônio Barra Torres, afirmou:

"A imunidade com a vacinação leva algum tempo para se estabelecer. Portanto, mesmo vacinado, use máscara, mantenha o distanciamento social e higienize suas mãos. Essas vacinas estão certificadas pela Anvisa, foram analisadas por nós brasileiros por um tempo, o melhor e menor tempo possível. Confie na Anvisa, confie nas vacinas que a Anvisa certificar e quando ela estiver ao seu alcance vá e se vacine."

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.