03:33
Esplanada e região Combustível

Postos se antecipam e aumentam preços dos combustíveis em Esplanada

No centro da cidade, o preço da gasolina já ultrapassou a marca dos R$ 5 por litro

08/02/2021 22h38 Atualizada há 3 semanas
707
Por: Redação Enews Fonte: Redação Esplanada News
Imagem arquivo - Esplanada News
Imagem arquivo - Esplanada News

A Petrobras anunciou nesta segunda-feira (8) aumentos dos preços médios de venda aos distribuidores da gasolina, diesel e GLP, que deverão vigorar a partir de terça-feira (9), segundo comunicado da estatal.

Entretanto, os donos de postos em Esplanada mostraram que estão atentos aos reajustes dos combustíveis  nas refinarias. Antes mesmo do valor entrar em vigor, muitos deles reajustaram os preços e pegaram o consumidor de surpresa na tarde desta segunda-feira.

No centro da cidade, o preço da gasolina já ultrapassou a marca dos R$ 5 por litro e vai fazer o condutor repensar se ainda é vantagem abastecer com esse tipo de combustível.

Esplanada já é uma das cidades com a gasolina mais cara da região. Os preços oscilam o tempo todo, e os aumentos dados pelos revendedores da cidade são rápidos e "bem salgados". 

A rapidez aplicada na hora de aumentar não é a mesma observada quando há reajustes para diminuir, muitas vezes a diminuição no valor do litro demora semanas para chegar até às bombas. 

O preço médio de venda de gasolina nas refinarias da Petrobras passará a ser de R$ 2,25 por litro, refletindo aumento médio de R$ 0,17 por litro. Já o preço médio de venda de diesel passará a ser de R$ 2,24 por litro, refletindo aumento médio de R$ 0,13 por litro.

É a terceira alta do ano nos preços da gasolina, e a segunda no valor do litro do diesel. Desde o início do ano, a Petrobras já elevou em 22% o preço da gasolina - em dezembro, o litro custava R$ 1,84.

Política de preços

A petroleira divulgou comunicado neste domingo (7) para reafirmar que não houve alteração no alinhamento dos seus preços de combustíveis em relação ao praticado no mercado internacional após ter confirmado na sexta-feira que ampliou de trimestral para anual o prazo limite em que calcula a paridade internacional de preços.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.