03:12
Dólar comercial R$ 5,56 -0.001%
Euro R$ 6,46 0%
Peso Argentino R$ 0,06 +0.074%
Bitcoin R$ 368.026,45 -0.616%
Bovespa 108.714,55 pontos +2.28%
Economia Benefício

Cruzamento de dados cortará metade dos beneficiários do auxílio emergencial, diz coluna

Ideia é que esse mesmo sistema seja também utilizado para outros programas de renda e emprego

16/02/2021 20h10
669
Por: Redação Enews Fonte: Correio24horas
IMAGEM REPRODUÇÃO
IMAGEM REPRODUÇÃO

Com o retorno do auxílio emergencial, o governo federal fará um "pente-fino" para verificar o número de pessoas que realmente necessitam da nova rodada do benefício. Utilizando um cruzamento de dados feito a partir de 11 bases, o Planalto espera que o número seja reduzido de 65 milhões para 33 milhões de brasileiros beneficiados. As informações são do blog da jornalista Ana Flor, do G1.

Foram utilizadas bases de dados como as do Caged, do INSS, do MEI e do CNIS. Com o CPF das pessoas, é possível identificar se ela é servidor público, militar, aposentado, pensionista, empresário e quem são seus dependentes no Imposto de Renda. A ideia é que esse mesmo sistema seja também utilizado para outros programas de renda e emprego.  

Dos 33 milhões de brasileiros que serão beneficiários da nova rodada do auxílio, 14 milhões já estão cadastrados no programa Bolsa Família. Ainda não foi definido o valor que será pago no novo auxílio, nem por quantos meses o benefício irá durar. A expectativa inicial do Congresso é de três a quatro parcelas de R$ 250, pagas a partir de março. 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.