23:31
Saúde Interior da Bahia

Com leitos de covid-19 lotados, Feira de Santana vive colapso na saúde

Prefeito diz que números cresceram após comemorações do Dia das Mães

24/05/2021 19h08 Atualizada há 3 semanas
227
Por: Redação Enews Fonte: Correio24horas
IMAGEM: REPRODUÇÃO
IMAGEM: REPRODUÇÃO

Feira de Santana vive um cenário de colapso no sistema de saúde. Nesta segunda-feira (24), o prefeito Colbert Martins Filho afirmou que todos os leitos clínicos e de UTI da rede municipal e privada destinados a pacientes infectados pelo coronavírus estão ocupados. 

Já nas unidades estaduais, o cenário também preocupa. De acordo com os números da Central Integrada de Comando e Controle  da Saúde, da Secretaria de Saúde do Estado, o Hospital de Feira de Santana tem ocupação de 87% dos leitos clinicos e 100% na UTI, enquanto o Hospital Geral Clériston Andrade está cm 93% na taxa de ocupação das enfermarias e 92% nas unidades de terapia intensiva. O cenário também é grave no Hospital Estadual da Criança, que não tem mais nenhuma vaga de UTI pediátrica, e já possui 81% de taxa de ocupação nas enfermarias.

Segundo o prefeito, houve um aumento considerável no número de pacientes que precisaram de internação após as comemorações do Dia das Mães. "Não adianta abrir leitos quando a população não se cuida. Por isso fica o alerta: mesmo vacinado, é preciso usar máscara e respeitar o distanciamento social. Nada de festas, nada de aglomeração", destacou o prefeito.

Colbert alertou ainda para a importância de se vacinar, já que é a única forma de reduzir as complicações provocadas pelo vírus, mas alertou que a cidade tem recebido poucas doses.

"Vemos como exemplo a cidade de Alagoinhas, que com pouco mais de 150 mil habitantes recebeu 5.850 doses da vacina Pfizer, isso representa 3,84% da população. Enquanto Feira de Santana com mais de 600 mil habitantes recebeu apenas 7.350 doses, que representa 1,18% da população. É totalmente desproporcional, precisamos de uma distribuição justa. Precisamos receber mais doses", criticou.

 

Em Feira de Santanal, a primeira dose está sendo aplicada em trabalhadores da Educação, Limpeza Pública, Transporte Rodoviário, pessoas de 57 anos e pessoas com comorbidade acima de 18 anos, na UniFTC, nesta segunda-feira. Já a segunda dose continua sendo aplicada em todas as unidades de saúde, incluindo na zona rural, que está realizando a vacinação em dias alternados.

De acordo com a prefeitura de Feira, quanto a taxa de óbito na cidade continua em 1,83%. Já Salvador está com a taxa em 3,01%; a Bahia em 2,08%; o Nordeste 2,46%; e o Brasil, 2,79%, conforme dados da Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab) e do Ministério da Saúde.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.