21:49
Bahia Rui Costa

'Eu não sou a favor de vacinação por categoria', diz Rui

Governador acredita que é difícil definir quais profissionais correm mais risco na pandemia

31/05/2021 17h43
304
Por: Redação Enews Fonte: Correio24horas
Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

O governador Rui Costa declarou que não é a favor da vacinação com prioridades para categorias, em entrevista coletiva nesta segunda-feira (31). Para ele, o processo de vacinação deve continuar obedecendo o critério da idade de forma decrescente, porque é difícil definir qual grupo está mais exposto ao vírus do que os outros depois de imunizar o grupo de risco e as pessoas com comorbidades. 

"Eu não sou a favor de vacinação por categoria porque a gente deixa de vacinar aquelas pessoas que correm mais risco de vida. A ciência já comprovou, por tudo que leio e ouço, que o risco é proporcionalmente maior para quem tem mais idade ou alguma doença acessória. Quando elegemos categorias, começamos a vacinar pessoas absolutamente saudáveis e mais novas e deixamos de vacinar pessoas que, se pregarem covid, correm mais risco de morte", disse.

 

Rui salientou que sua posição sobre o assunto é definida porque, para ele, é complicado julgar qual grupo de profissionais estão mais expostos. 

"Por exemplo, o bancário que tá numa agência com ar condicionado, pegando em papel e com pouca distância para as pessoas, corre mais ou risco que vocês da imprensa? Talvez igual. E caixa de supermercado? Feirantes? Cria muita polêmica e é difícil explicar, cientificamente, qual que corre mais risco", falou.

Maternidade inaugurada
As falas de Rui aconteceram no evento de inauguração da nova maternidade no Subúrbio Ferroviário de Salvador, nomeada em homenagem à enfermeira Maria da Conceição de Jesus. Para a estruturação da unidade, onde funcionava o Hospital João Batista Caribé, na Avenida Afrânio Peixoto, conhecida como Avenida Suburbana, foram investidos cerca de R$41 milhões.

 

A nova unidade conta com 90 leitos, sendo 10 de UTI Neonatal, 15 de cuidados intermediários, 10 de Gestação de Alto Risco, 25 de Obstetrícia Clínica, 25 de Obstetrícia Cirúrgica e 5 no Centro de Parto Normal Peri-hospitalar. Todos eles estruturados para oferecer condições técnicas, instalações físicas, equipamentos e recursos humanos especializados para o parto de risco habitual e da gestação de alto risco.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.