04:24
Entretenimento Famosos

Wesley Safadão será investigado pelo MP do Ceará por escolher vacina contra a Covid-19

Cantor é suspeito de ter virado 'sommelier de vacina', enquanto esposa enfrenta acusação de furar fila da vacinação

09/07/2021 19h45
464
Por: Redação Enews Fonte: Bahia.ba
IMAGEM: REPRODUÇÃO
IMAGEM: REPRODUÇÃO

Wesley Safadão está na mira do Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) por suspeita de ter recebido a primeira dose da vacina contra a covid-19 em local diferente do que estava determinado. O orgão instaurou um processo para apurar se o cantor aderiu à prática dos “sommeliers de vacina” e escolheu um imunizante específico.

O artista de 32 anos será investigado junto de sua esposa, a influenciadora Thyane Dantas, que é acusada de furar a fila da vacinação. Em nota, o MPCE informou que solicitará mais detalhes do ocorrido à Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Fortaleza, citando dados como lista de vacinados e o horário em que o casal se vacinou.

A assessoria de Thyane afirmou que a influenciadora acompanhava Safadão quando recebeu “a dose da sangria”, também conhecida como “xepa da vacina”. Porém, segundo o portal G1, esta possibilidade não está disponível na capital cearense. O MPCE garantiu que também pedirá “informações a respeito das ‘sobras’ de vacina” para apurar o caso.

Confira a nota do MPCE na íntegra:

“O Ministério Público do Estado do Ceará (MPCE) instaurou, nesta sexta-feira (09/07), um procedimento preliminar de natureza criminal para apurar possível caso de fura-fila da vacinação cometido pela influenciadora digital Thyane Dantas, esposa do cantor Wesley Safadão. Conforme divulgado nas redes sociais, Thyane recebeu a vacina em Fortaleza nessa quinta-feira (08/07), aproveitando a ocasião em que o esposo foi vacinado, porém o nome dela não estaria nas listas de agendamento divulgadas pela Prefeitura de Fortaleza. Também será verificada suspeita de que o cantor teria se vacinado em local diferente do agendado por escolha do imunizante que queria receber.

Para apurar o fato e colher elementos iniciais, o MPCE vai oficiar a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Fortaleza solicitando detalhes sobre o fato, em especial sobre lista de vacinados, o horário de vacinação do casal e informações a respeito das “sobras” de vacina. O Ministério Público também vai requerer informações sobre os servidores responsáveis pelo preenchimento dos cartões e pela aplicação da vacina.”

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.