21:12
Polícia Polícia

Avô é preso acusado de estuprar a neta no interior da Bahia

Homem de 43 anos foi preso no município de Nazaré. Polícia alerta sobre a importância da denúncia

22/07/2021 22h01
759
Por: Redação Enews Fonte: Correio24horas
IMAGEM: REPRODUÇÃO
IMAGEM: REPRODUÇÃO

Um homem, suspeito de estuprar a neta de seis anos, teve o mandado de prisão cumprido por policiais da Delegacia Territorial (DT) de Nazaré, nesta quinta-feira (22). Ele deve responder por estupro de vulnerável e poderá ser condenado a uma pena de até 15 anos de reclusão.
 
O acusado de 43 anos não teve a identidade revelada. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, ele era investigado por equipes da delegacia, após denúncia. As apurações também indicaram que o criminoso já havia estuprado a filha, quando ela era adolescente. No caso da neta, ele fazia constantes ameaças para que a menina não revelasse os abusos.
 
De acordo com o delegado Adilson Freitas, responsável pela investigação do caso, é importante que todos estejam atentos aos sinais apresentados pelas crianças, como mudança de comportamento diante de uma determinada pessoa. “Aqueles que convivem com a criança precisam perceber as atitudes delas e dialogar, para identificar as situações de abuso”, disse o delegado. 
 
De acordo com a SSP, foi disponibilizado o atendimento de um profissional, que realizou uma escuta especializada com a menina, e coletou as informações pertinentes à apuração. O caso também teve o acompanhamento do Conselho Tutelar, que encaminhou a garota para uma rede de apoio.
 
As equipes envolvidas no caso também destacaram a importância da denúncia. “A Polícia Civil da Bahia dispõe de canais, como o 181, no qual as pessoas podem denunciar anonimamente. Além disso, crimes como esse podem ser registrados em qualquer unidade territorial”, informou Freitas.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.