20:33
Polícia Violência

Polícia acha vestígios de sangue em carro de ex da mulher achada morta na BR-116

Médico é um dos suspeitos da morte de Gabriela

31/08/2021 15h05
333
Por: Redação Enews Fonte: Correio24horas
Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

O carro do ex-companheiro de Gabriela Jardim Rêgo Peixoto, de 35 anos, foi entregue à polícia nesta terça-feira (31), com vestígios de sangue. A mulher foi encontrada morta em um matagal às margens da BR-116, na zona rural de Feira de Santana, no último sábado (28), após passar uma semana desaparecida.

O ex-companheiro de Gabriela, Ântônio Marcos Rêgo Costa, é médico e já havia agredido a mulher antes. Ele é tratado pela defesa da vítima como o principal suspeito do crime, principalmente por ter sido a última pessoa vista com Gabriela antes do seu desaparecimento. O corpo da mulher foi encontrado apenas com a parte de baixo das vestimentas. 

Segundo informações da Polícia Civil, o carro dele, uma Frontier de cor vermelha, foi apreendido com vestígios de sangue e vai ser periciado. "O inquérito está em fase avançada de desenvolvimento e deve ser concluído antes do prazo legal de 30 dias", afirmou o órgão por meio de nota. 

O suspeito, também segundo a polícia, terá a prisão preventiva solicitada à Justiça. Além disso, os policiais ouviram parentes e amigos da vítima, que devem ajudar a esclarecer o crime.

O advogado de defesa do médico, Guga Leal, disse que o carro foi entregue para colaborar com as investigações. “A defesa apresentou o veículo para demonstrar que em nada tem a participação dele e, inclusive, ele está à disposição da delegada para que possa dar os esclarecimentos possíveis que ela desejar. Ele me ligou, pedindo para que eu fizesse a entrega do veículo à autoridade policial e assim foi feito. Eu vim aqui pela manhã, solicitei uma equipe policial e essa equipe foi comigo, pegou e trouxe para a delegacia. O veículo estava no bairro da Conceição, em uma residência”, afirmou em entrevista ao site Acorda Cidade.

O advogado informou ainda que o médico está no Acre, onde nasceu, para acompanhar o enterro de um tio, mas garantiu que ele retornará à cidade baiana quando solicitado para prestar depoimento.

“Ele disse que teve contato com ela (Gabriela), durante o sábado que estava de plantão. Ela esteve com ele no local de plantão dele, e no domingo, estiveram juntos. Beberam juntos, dentre outras particularidades que aconteceram, e logo após saíram. Houve uma discussão e aí ela ficou no local e infelizmente ele soube que ela tinha vindo a óbito”, completou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.