Quarta, 26 de Janeiro de 2022
30°

Pancada de chuva

Esplanada - BA

Polícia Violência

Homem filmado espancando mulher em Ilhéus volta a ser preso após agredir outra vítima

Carlos Samuel Freitas Costa Filho foi autuado em flagrante e já acumula mais de dez passagens pela Delegacia da Mulher

05/01/2022 às 20h50
Por: Redação Esplanada News Fonte: Correio24horas
Compartilhe:
Imagem: Reprodução
Imagem: Reprodução

O homem que em 2020 foi filmado espancando uma mulher com vários socos no rosto, em Ilhéus, no sul da Bahia, foi novamente preso após agredir uma outra vítima, na mesma cidade, na noite desta terça-feira (04).

Segundo informações da Polícia Civil, Carlos Samuel Freitas Costa Filho foi autuado em flagrante por lesão corporal no âmbito da violência doméstica, depois de ser apresentado por uma guarnição da Polícia Militar, na 7ª Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (Coorpin/Ilhéus).

Procurada pelo CORREIO, a PM informou que uma guarnição da 70ª Companhia Independente de Polícia Militar (CIPM) foi acionada às 19h50 desta terça para atender a uma ocorrência de agressão a uma mulher no bairro Banco da Vitória, em Ilhéus.

No entanto, ainda não há detalhes sobre o estado de saúde da vítima, nem o que motivou a agressão.

Agressões reincidentes

Em outubro de 2020, a Justiça decretou a prisão de Carlos Samuel Freitas Costa Filho, em razão do caso em que ele aparece em um vídeo agredindo uma mulher com vários socos no rosto em Ilhéus. O Ministério Público da Bahia (MP-BA) foi quem pediu a prisão preventiva de Carlos, que já tinha dez passagens pela Delegacia Especial de Atendimento a Mulher (Deam) da cidade.

Segundo o MP, a solicitação da prisão de Carlos foi justificada “na necessidade de resguardar a ordem pública, considerando-se a gravidade da conduta concreta (exacerbada violência empregada) e a condição reincidente do autor do fato".

O MP lembrou que Carlos Samuel já foi denunciado pelo órgão em 2015 por crimes de violência doméstica, ameaça e cárcere privado cometidos contra outra mulher. Ele chegou a ser condenado em primeira instância nesse caso. Houve recurso da defesa, diz o MP, mas a condenação de cárcere privado foi mantida em agosto de 2020. O Tribunal da Justiça da Bahia (TJ-BA) reconheceu, contudo, a prescrição referente aos crimes de violência doméstica e ameaça.

A vítima do vídeo que viralizou foi ouvida pela polícia e afirmou que ambos viviam uma relação conturbada, com várias agressões. Os dois já terminaram o relacionamento.

O agressor ainda se posicionou sobre o caso, contou que o vídeo é do final de junho daquele ano, quando ele e a mulher do vídeo viviam juntos e namoravam há seis meses. Afirmou estar arrependido pelo seu comportamento.

Antes, o agressor já havia divulgado uma nota, com a repercussão do caso, afirmando que é "um jovem trabalhador", sem "envolvimento com algum tipo de prática criminosa". Ele disse estar pronto para cumprir a punição de acordo com a lei. Afirmou ainda que ele mantinha uma "relação muito conturbada, eivada de inúmeros casos de ciúme doentio, diversas agressões físicas e morais". Disse que no dia do vídeo estava voltando de uma festa, bêbado e que "perdeu a cabeça". No entanto, os episódios de agressão não pararam de ocorrer, como visto no caso do início deste ano de 2022.

Dez passagens pela polícia

Ainda segundo informações da Polícia Civil, o investigado já foi alvo de outros três inquéritos por violência doméstica, procedimentos já finalizados e remetidos à Justiça, em 2015 e 2016. Outros sete boletins foram registrados na Deam de Ilhéus, porém as investigações não puderam avançar porque as vítimas não quiseram ir adiante e se recusavam a comparecer para dar informações sobre os episódios de violência.

Titular da Deam, a delegada Márcia Rezende esclareceu que, numa das ocasiões, o homem chegou a ser preso em flagrante por agredir a mãe, tendo sido liberado em seguida pela justiça.

Este último caso ocorreu em 2017, quando a mãe de Carlos prestou queixa contra o filho na Deam. Na época da denúncia, ele a teria obrigado a pegar R$ 3,7 mil com um agiota e depois sofrido ameaças de morte.

Em 2015, em uma das queixas, ele foi acusado de manter uma companheira em cárcere privado, além de agredi-la. De todos esses casos, só um, denunciado em 2016, levou à condenação de 1 ano de cadeia.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Esplanada - BA Atualizado às 17h13 - Fonte: ClimaTempo
30°
Pancada de chuva

Mín. 25° Máx. 32°

Qui 31°C 23°C
Sex 31°C 24°C
Sáb 32°C 23°C
Dom 32°C 23°C
Seg 33°C 24°C
Horóscopo
Áries
Touro
Gêmeos
Câncer
Leão
Virgem
Libra
Escorpião
Sagitário
Capricórnio
Aquário
Peixes
Enquete