Esplanada e região Região

Entre Rios: Guardas acusam secretária de Saúde de não fornecer testes de Covid-19; órgão nega

De acordo com a associação, a Guarda Municipal tem feito o trabalho de fiscalização nas barreiras sanitárias nos distritos de Porto de Sauípe, Subaúma e Massarandupió

08/08/2020 23h21
457
Por: Redação Enews Fonte: Bocão news
IMAGEM: REPRODUÇÃO
IMAGEM: REPRODUÇÃO

Guardas civis municipais da cidade de Entre Rios, no Litoral Norte da Bahia, acusam a secretária de Saúde do município, Michelle Monteiro de Oliveira, de se recusar a fornecer testes de Covid-19 para os agentes da corporação. Em nota, a Secretaria de Saúde  negou o fato e disse que "não há registros de atendimento nos serviços de saúde do município ao membro da Guarda Municipal".

Segundo nota divulgada pela Associação da Guarda Civil Municipal de Entre Rios nesta quinta-feira (6), após apresentar sintomas, um agente precisou ir a Salvador para fazer o teste para o novo coronavírus porque a titular da secretaria de Saúde não disponibilizou o exame.

"Vale salientar que os demais guardas não tiveram direito aos testes e nem mesmo aqueles que tiveram contato direto com o guarda infectado. Nenhuma medida foi tomada pela secretária de Saúde do município", diz o texto.

De acordo com a associação, a Guarda Municipal tem feito o trabalho de fiscalização nas barreiras sanitárias nos distritos de Porto de Sauípe, Subaúma e Massarandupió durante os últimos quatro meses.

A categoria reclama também de problemas no pagamento do auxílio financeiro repassado a municípios pelo governo federal para ações de saúde e assistência social. Segundo a associação da Guarda, a secretaria de Saúde fez o repasse para os agentes "apenas no segundo mês de trabalho e deixou de repassar o pagamento nos demais meses trabalhados pela Guarda Municipal nas barreiras sanitárias".

A nota afirma que, quando questionada sobre a falta de pagamento à categoria, a secretária de Saúde Michelle Monteiro de Oliveira teria dito que os guardas civis municipais "não são merecedores".

A Associação da Guarda Civil Municipal de Entre Rios afirma que a atitude da titular da Saúde é "lamentável" e que informará os problemas às autoridades, "para que sejam tomadas as decisões cabíveis". 

Confira a nota da secretaria de Saúde do município:

"A Secretaria Municipal de Saúde de Entre Rios, através de sua Secretária Michelle Monteiro, esclarece e repudia sobre supostas alegações referente à veiculação de noticias falsa à negação de atendimento ou testagem do membro da guarda municipal com resultado positivo para covid-19. 

Neste momento de pandemia pelo coronavírus, o munícipio de Entre Rios reforça o enfrentamento e combate do COVID-19 através da Secretária de Saúde, que vem adotando medidas recomendadas pelo Ministério da Saúde e protocolo de testes, que reforça o total compromisso de auxiliar os servidores que necessitem de serviços médicos e/ou afastamento de suas atividades. 

A Secretaria de Saúde Michelle Monteiro é responsável pelo gerenciamento da saúde municipal, a realização de teste rápido é determinado através de avaliação médica no Centro de Atendimento ao covid-19 do município e seguindo protocolos do ministério da saúde que é definido a realização do mesmo. Vale salientar, que não há registros de atendimento nos serviços de saúde do município ao membro da Guarda Municipal, o atendimento e caso registrado foram em sua cidade de origem, o mesmo não teve contato com nenhum membro no período de transmissibilidade do vírus.

Neste sentido, a Secretária Municipal de Saúde repudia quaisquer atitudes que venham de encontro à pacificação social do nosso município de Entre Rios em tempo de pandemia e se posiciona pela continuidade de detecção e o monitoramento de todos os casos suspeitos e confirmados. 

Sendo assim, renovo votos de estimas a todos os cidadãos entrerrienses e servidores municipais.

Michelle Monteiro - Secretária Municipal de Saúde"

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.